Melhorando a potência de carros com Injeção eletronica

Moderadores: Administradores, Organizadores do Fórum

Responder

Você compraria esse Equipamento?

Sim
4
57%
Não
3
43%
 
Total de votos: 7

lbsouz
:: Super ::
Mensagens: 57
Registrado em: Segunda-feira 12 2009f Janeiro 2009 12:15:24 AM
Localização: Salvador - BA
Modelo do veiculo: CORSA (DEMAIS)
Ano de fabricação: N/I

Melhorando a potência de carros com Injeção eletronica

Mensagem por lbsouz » Quinta-feira 11 2010f Novembro 2010 10:41:44 AM

Nesta ultima quarta-feira, 10.11.2010, estive em contato com pessoas que trabalham na area de automação e em meio a conversa sobre carro descobri que um dos caras la havia começado a produzir centrais de controle automotivo.

Assim, você pega o computador do seu carro, substitui pelo dele e pluga seu Notebook diretamente no conjunto, depois vai rodar e regular como quer que seu motor funcione, segundo ele da pra aumentar entre 15 e 30% a potencia, claro... Assim como da pra diminuir... Ou seja, você deixa seu carro mais economico e fraco ou então mais nervoso e beberrão... Um sistema que permite fazer o carro ao seu modo.

Vou comprar a minha (Pra meu Corsa Novo 1.4) e uma pra uma Ecosport (Motor Zetec 1.6)...

Valor estimado desse equipamento: R$ 300,00


Imagem

Rorion
:: Sport ::
Mensagens: 1010
Registrado em: Quinta-feira 28 2006f Setembro 2006 12:09:28 PM
Localização: Rio de Janeiro - RJ
Modelo do veiculo: CORSA WIND 1.6 MPFI 4P
Ano de fabricação: 2002

Mensagem por Rorion » Quinta-feira 11 2010f Novembro 2010 11:05:43 AM

Sei lá cara. Pra eu que gosto de carro e sei que fazer essas coisas é por minha conta e risco e que risco, até vai a certo ponto. Pois temos que além de tudo pensar num todo.
Comprando um equipamento desse vc estará alterando parâmetros de fábrica que possuem compromissos com emissões, tarifações de acordo com as legislações brasileiras fiscais e ambientais.
Você já imaginou se isso torna uma febre, o número de carros com curiosos mexendo nesses parâmetros. O que vamos ter de carros poluindo por aí????!!!!!!!
Outra coisa o maluco mexe nesses parâmetros , fod.. o carro e depois vai ter que engolir um preju e ainda reclamar do carro que te deu prejuízo que nada, foi ele mesmo que por sua conta e risco fez isso.

Pra mim isso é coisa pra competição, corrida onde essa arte vale a pena e possuem especialistas.
Carro para dia a dia ficar mexendo nisso, vc acaba perdendo o compromisso com a sociedade como todo. É uma visão coletiva e meio fora de contexto mecânica, mas pertinente ao assunto.



lbsouz
:: Super ::
Mensagens: 57
Registrado em: Segunda-feira 12 2009f Janeiro 2009 12:15:24 AM
Localização: Salvador - BA
Modelo do veiculo: CORSA (DEMAIS)
Ano de fabricação: N/I

Mensagem por lbsouz » Quinta-feira 11 2010f Novembro 2010 03:03:25 PM

Pensar no todo? Pense no seu carro, eu pensarei no meu...

Poluição? Quer fazer melhor, pega o computador do seu carro, calcula pra consumir menos, ajusta e pronto... Ande mais ecologico... Alias, você conhece as leis de emissões no Brasil companheiro? Ta pensando que aqui é a Europa? E pior, ta pensando que carro é o maior problema ecologico do planeta? Sugiro uma pesquisa sobre o assunto em artigos ambientais serios.

A legislação confere, isso sim, é contra a lei rodar em um veiculo com modificações não expecificadas no documento... Mas nesse caso, quer dizer, você é contra rebaixar, trocas o tamanho da roda do carro, colocar lampadas de Xenonio... Nem mesmo mais do que 450 kg ou 5 passageiros você carrega... Alias, não é porque cortar mola deixa o carro mais bonito que todo mundo corta, então, remapeamento e controle do comando do carro vai ser seletivo.

Olha, sobre os curiosos... Você entrega um esquema para o cara e ele vai tentar acertar o motor, não vai conseguir, vai então abrir o capo, trocar pelo original dele, novamente e vender, jogar fora, queimar, o que ele comprou... Ou você acha que é um passe de magica acertar um motor?

Competição... Realmente, é algo para competição e graças a Deus o quintal para as inovações do mercado, onde são testadas as novas tecnologias que estão indo para as ruas são as competições, só estou adiantando um pouco uma tecnologia que ja existe a algum tempo na F1 e demais corridas.

Uma coisa, se uma pessoa quiser F... o motor do carro, não precisa recodificar o Eprom, Standart mesmo ele faz isso, a diferença é quanto tempo vai demorar, com uma codificação bacana ele acelera isso (Se essa for a inteção)... Outro ponto, se você é pai, esperto e seu filho tem um carro, codifica pra ele um carro lcom torque e pouca velocidade com corte de giro cedo... Pronto, uma boa causa, fora economia e plantinhas mais felizes.

Eu não tenho a intenção de ofender ou usar o sarcasmo para isso, é apenas uma forma de colocar minha opinião.

Concordo que podem acontecer danos ao veiculo, mas como coloquei no começo, se comprei e paguei pelo meu bem, faço o que entender dele, vai valer de minha conciência, prazer e necessidade para definir minha atitude.

Obrigado pela resposta.

Bulhões


Imagem

Avatar do usuário
Speed Boy
:: GSI ::
Mensagens: 2350
Registrado em: Quinta-feira 13 2003f Novembro 2003 07:24:57 PM
Localização: Salvador - BA
Modelo do veiculo: CORSA (DEMAIS)
Ano de fabricação: N/I

Mensagem por Speed Boy » Sábado 04 2010f Dezembro 2010 08:47:05 PM

Bulhões,

Me surpreende vc acreditar nessa história.

Não existe ganho de 30% com injeção eletrônica.

Se seu amigo me provar que ele consegue 5% de aumento de potência, eu pago 1000 reais no equipamento dele.

A calibração feita na fábrica é a melhor para um bom compromisso entre economia e potência.

Se você melhorar a pegada do motor na aceleração, com certeza seu carro vai ficar mais fraco em alta rotação e vai beber muito.

Não existe milagre meu brother. Cavalo, bebe, cavalo anda!

E outra, se fosse possível isso, você não acha que os carros não sairiam de fábrica com essa potência a mais?

Abraços!


Direction System, Gearbox, Breaks and Shocks Moderator
Blue Label Corsa C Hatchback Owner
Tópico das atualizações
http://corsaclube.com.br/forum/viewtopi ... highlight=

lbsouz
:: Super ::
Mensagens: 57
Registrado em: Segunda-feira 12 2009f Janeiro 2009 12:15:24 AM
Localização: Salvador - BA
Modelo do veiculo: CORSA (DEMAIS)
Ano de fabricação: N/I

Mensagem por lbsouz » Segunda-feira 06 2010f Dezembro 2010 10:51:10 AM

Porque a indutria não melhora o motor e já vende na melhor opção?

- Posso da alguns exemplos, mas vou preferir o mesmo motor e dois carros diferentes:

Prisma X Corsa - Motor 1.4 nos dois, o primeiro tem 95 cv maximo e o segundo 105 cv maximo...

Se formos calcular:

95 --------- 100%
105 ------- x

x = ~11% a mais.

Logo, de um motor para o outro há já uma diferença de tanto, só calibrando a eletronica. Segundo a GM a diferença acontece porque o Corsa permite melhor espaço do que o Prisma... Então seguindo o pensamento e segundo o cara que faz esse chip me disse... Porque até então eu estou vendendo esperança pra quem quiser compra-la e testa-la... Alias, vendendo não, sugerindo.

Um sistema que melhora até 30% quer dizer que em situação ideal chegue a isso, mas o ideal é apenas um objetivo, como um horizonte, qualquer melhora ajuda quando você quer um upgrade.

Outro ponto é a calibração, voce pode calibrar seu motor como desejar, como a fabrica faz e quem sabe encontra algo que se adapte melhor sua realidade.

Alem disso muitos fatores vão influenciar ainda no ganho... Melhorar admissão (Filtro de maior capacidade), melhorar exaustão (Liberdade controlada dos gases produzidos pelo escapamento)... Enfim, tudo influencia no ganho maximo possivel, afinal se você melhora um, a tendencia é ter que adaptar os outros a nova realidade...

Bem, mas não fique surpreso, eu acredito sim.


Imagem

Avatar do usuário
Speed Boy
:: GSI ::
Mensagens: 2350
Registrado em: Quinta-feira 13 2003f Novembro 2003 07:24:57 PM
Localização: Salvador - BA
Modelo do veiculo: CORSA (DEMAIS)
Ano de fabricação: N/I

Mensagem por Speed Boy » Segunda-feira 06 2010f Dezembro 2010 11:11:14 AM

O prisma tem menos cavalos do que o Corsa por um motivo em simples.

A caixa do filtro de ar dele causa ressonância quando está acima de 4000 rpm, e como ele é um motor de alta potência específica, o maior rendimento se dá após essa faixa d rotação.

Já no Corsa, o sistema de admissão é melhor dimensionado, então consegue extrair maior potência.

Utilzando a teoria da mecanica dos flúidos sabemos que quanto maior o pulmão do sistema de admissão, melhor será o torque do carro. O filtro de ar do Corsa é quase o dobro do tamanho do Prisma, só que o custo dele é bem maior, assim como todo o sistema de admissão de ar.

Veja o Agile, tem o mesmo motor do Corsa e Prisma, porém tem 102 cavalos apenas. Sabe porque? Ele utiliza o sistema de admissão do classic, que é menor que o do Corsa, e maior que o do Celta.

Mas isso são apenas números. Utilizado o carro, é muito difícil sentir uma diferença dessa, até porque isso é atingindo apenas próximo do corte da injeção, onde quase ninguém leva o carro sempre.

O Agile dos 3 carros é o que tem o pior desempenho. O Prisma tem o melhor, mesmo tendo 10 cavalos a menos. Apenas questão de peso x potênia.

A fabrica sempre vai oferecer a melhor solução cara.

Se você quiser fazer um carro andar, ele vai beber, mas nem sempre em uma proporção honesta.

Sem um dinamometro de rolo será impossível acertar bem um carro para uso no dia á dia em tempo hábil.

Tenho colelgas que estão calibrando seus carros há mais de 3 meses depois que turbinaram os mesmos e ainda não ficaram bons, e olha que entendem do que estou falando mais até do que eu.

Nunca acredite em fórmulas mágicas para isso meu caro. Nada é tão simples quanto parece ser, principalmente quando envolve calibração de propulsores de combustão interna.

Abraços!


Direction System, Gearbox, Breaks and Shocks Moderator
Blue Label Corsa C Hatchback Owner
Tópico das atualizações
http://corsaclube.com.br/forum/viewtopi ... highlight=

lbsouz
:: Super ::
Mensagens: 57
Registrado em: Segunda-feira 12 2009f Janeiro 2009 12:15:24 AM
Localização: Salvador - BA
Modelo do veiculo: CORSA (DEMAIS)
Ano de fabricação: N/I

Mensagem por lbsouz » Segunda-feira 06 2010f Dezembro 2010 11:45:41 AM

Respeito muito cada informação, mas há uma contradição em tudo isso... Se há sempre a busca e aplicação do melhor para motores, porque então a fabrica coloca o mesmo motor com tres diferentes configurações de potencia? Se poderia muito bem trabalhar a admissão para ser equivalente em qualquer modelo... Quer dizer, você então, colocando um filtro esportivo vai deixar seu prisma 10 cv mais forte? Ou seu Agile mais esperto? Ou seja, ainda assim vai render mais do que os 5%...

Os dados tecnicos que você passou batem, de fato, mas até onde a teoria e a pratica se encontram aqui? E sabemos que nem sempre o que a fabrica diz é verdadeiro, as vezes apenas maqueiam uma verdade com informação, prevendo entregar tecnologia a conta gostas e passar a impressão de atualidade.

EU SEI QUE SE ANDAR MAIS BEBE MAIS, É LOGICO! Mas quem quer rendimento tem que aceitar as consequencias de desgaste maior, consumo maior e demais fatores que são prejuciais.

Quanto aos seus amigos que tem turbo, não quero entrar nessa esfera, mas o gol turbo chipado fica mais potente, não sei dizer o quanto, mas o audi a3 1.8 t sai de 150 para 180.

Um outro exemplo, carro sem turbo, CIVIC, mesmo motor e diferentes potencias para cada modelo?


Imagem

Avatar do usuário
Barty
:: Millennium ::
Mensagens: 111
Registrado em: Quinta-feira 02 2010f Dezembro 2010 06:49:57 AM
Localização: São Paulo - SP
Modelo do veiculo: CORSA (DEMAIS)
Ano de fabricação: N/I

Mensagem por Barty » Segunda-feira 06 2010f Dezembro 2010 01:29:20 PM

Minha opnião não muda a discussão de voces.
Eu nunca compraria uma peça dessas muito menos colocaria um turbo no carro.
Eu sou caseiro sou chato pra caraleo com carro rsrs.
Gosto do meu carrinho desse jeito.

Hoje em dia potencia acaba atrapalhando um pouco o transito, e bacana em lugares fechados pra exibição estradas desertas e etc. Hoje em dia radar pra todo lado, se voce passar a 140 num buraco ja era a roda e por ai vai...
to fora.... rsrss

Um abraço e boa sorte pra quem comprar


"Filotinho" Corsa Sedan

Imagem

1.0 16v 2000/2000
Zona Norte - Vila Maria Alta

Avatar do usuário
Speed Boy
:: GSI ::
Mensagens: 2350
Registrado em: Quinta-feira 13 2003f Novembro 2003 07:24:57 PM
Localização: Salvador - BA
Modelo do veiculo: CORSA (DEMAIS)
Ano de fabricação: N/I

Mensagem por Speed Boy » Segunda-feira 06 2010f Dezembro 2010 01:54:27 PM

Como falei mais acima,

São apenas dados técnicos.

Gastar horas de testes apenas para aparecer mais alguns cavalos na ficha técnica não vai ajudar o carro a vender mais entende?

Como esses motores alcançam a potência máxima sempre perto do seu limite de giro, durante a faixa de rotação útil real apresentam a mesma potência.

Se você colocar um filtro esportivo em qualquer carro, vai perder desempenho. O que melhora o desempenho não é a restrição a admissão, mas o buffer que vai ter durante os pulsos do motor e como ele vai utilizar isso. No caso do Corsa ele tem dutos longos e uma caixa de ar grande, já o Prisma tem apenas a caixa e não tem tomada de ar na grade, pegando sempre ar quente. O Agile, a mesma coisa. Porque o agile e o prisma não tem a tomada de ar do Corsa? Custos x benefício.

No Corsa, o sistema já estava lá, pronto. O projeto da caixa de ar é o mesmo para o Corsa 1.0, 1.4 e 1.8. É o mesmo no Corsa Europeu. Na época que foi dimensionado, era necessário um estudo complexo para o Motor VHC ter um desempenho melhor no Corsa C, que pesava quase 2000 kg a mais do que um Celta, então estudaram bem. Já no caso do prisma e Agile, tinham potência demais para pensarem nesse tipo de coisa, que gera custo e traz pouco benefício para o consumidor.

Já fizemos esse estudo científico e prático em um Astra 2.0 flex.

O carro somente com o Filtro de ar piorou as marcas em 0-100, 0-400m e velocidade final e o consumo médio ficou na casa dos 9 km/l

Com o chip de potência ne filtro (Duplo fluxo, com tamanho em cm³ compatível com o veículo) o carro melhorou coisa insignificante no 0-100, mas melhorou a resposta no 0-60, melhorou no 0-400m e piorou muito na velocidade final, sendo que o consumo ficou na casa de 66 km/l

Com chip de potência e filtro original o carro melhorou em todos as marcas, exceto a velocidade final. Entretando o consumo ficou ainda na casa dos 7km/l.

Esse carro originalmente, andava até a velocidade final a um carro de distância de um Honda Civic 1.8 2008 Flex.

Após essas mudanças não conseguia mais andar junto com o Civic.

Para comprovar tudo, voltamos o carro a configuração original e ele passou a ter o mesmo desempenho.

O carro foi chipado com um sistema criado por um colega nosso, e foi calibrado on line com o notebook no colo e tudo mais.

Vimos a curva de torque e potência e fomos ajustando a mistura do carro até o ponto que parecia melhor.

O carro piorou na prática.

Sou bem cético em relação a esse tipo de coisa. Primeiro, porque tenho conhecimento para dizer que não funciona, segundo porque a teoria mostra isso facilmente, e terceiro, já fiz testes práticos para comprovar que não existe mágica.

A Fórmula para esse tipo de modificação engloba tres variáveis:

1 - Melhorar a admissão com um CAI (Ai iria entrar um estudo de fluxo de ar para determinar onde é o ponto de tomada mais frio no cofre do motor. Se não for o lugar onde a fábrica determinou, com certeza havia algum motivo, como ser um lugar muito baixo, onde favoreceria a entrada de agua na chuva.

2 - Melhorar o fluxo da mistura ar-combustível dentro do cabeçote (Polimento de dutos de admissão, ou outra mágica, validadas através de estudos em bancadas de fluxo)

3 - Melhorar o fluxo do escapamento através de um escape dimensionado.

Ai será criada uma equação com variáveis difíceis de resolver.

Com muita admissão, teremos que ter muito escape?
Muita admissão de ar deixara o carro com a mistura pobre, você terá que engordar o combustível e o carro vai beber mais. Isso vai trazer realmente resultado?
Muito escape vai prejudicar o carro em baixas rotações por falta de contra-pressão?
Escape mais aberto vai prejudicar o ruído interno?

Sei que é muito legal ter um carro mais potente, mas não existe fórmula mágica.

Se queres um carro mais forte, o mais seguro é trocar a motorização.

Com pouco tempo e pouco investimento é possível comprar um motor GM Famíla I X20XE 16v da Meriva CD 2003-2005 com 122 cavalos, coletor de admissão e comando variáveis que é totalmente plug and play no seu carro.

É tirar um e colocar o outro. Você vai gastar em torno de 2 mil reais e vai ter um carro bem melhor. E ai se quiser melhorar, fica fácil.

Turbina T2 simples mesmo, .50 de pressão, injeção original com bico suplementar controlado por HIS e passe a ter um carrinho para o dia à dia com cerca de 180 cv, seguro e confiável de mecânica.

Mas ai vem a parte mais cara da brincadeira, dar chão ao carro!

Vai ser uma nota até ter um conjunto acertado para poder brincar em track day ou algo parecido, mas vale a pena!


Direction System, Gearbox, Breaks and Shocks Moderator
Blue Label Corsa C Hatchback Owner
Tópico das atualizações
http://corsaclube.com.br/forum/viewtopi ... highlight=

lbsouz
:: Super ::
Mensagens: 57
Registrado em: Segunda-feira 12 2009f Janeiro 2009 12:15:24 AM
Localização: Salvador - BA
Modelo do veiculo: CORSA (DEMAIS)
Ano de fabricação: N/I

Mensagem por lbsouz » Segunda-feira 06 2010f Dezembro 2010 11:37:34 PM

Tudo bem... Faz sentindo.

Entrei em contato com um amigo que trabalha na area de desenvolvimento de veiculos e é grande conhecedor de carros antigos e novos, segundo ele:

"Hoje um carro quando vai ser desenvolvido desenha-se o mapa da injeção para um veiculo que vai rodar no dia-a-dia, não podendo assim ter o melhor rendimento, pois isso seria um problema de custo, ou seja, para ter um motor ainda melhor ficaria mais caro, pois os materiais teriam que ser melhores, mais reforçados, o sistema de arrefecimento mais potente para o novo trabalho do motor..."

Resumindo a Opera: Os motores podem ser melhorados sim, mas isso vai trazer prejuizo... Certo, cada um aceitando o risco do que faz, outra coisa é que a fabrica projeta um motor que não trabalha no seu melhor desempenho, pois essa margem que ele coloca a menos é a de "proteção", pra não forçar o sistema.

Uma coisa que é fato, o chip melhora sim a potencia... Mas há risco.

E também pode Aumenta o consumo, dimuir o tempo de vida do motor, necessitar adaptações para entrada de gases e sainda de gases... Enfim...

Do mais, cada um pode aceitar a verdade que aceita...

Ps.: Se não tem dinamometro, segundo a experiencia do companheiro da FTP, usa uma reta e tira o rendimento no tempo, para aceleraçao e velocidade.

Sono... Vou dormir, até amanhã

:D


Imagem

Responder

Voltar para “Bahia”