TUTORIAL Testando a condutividade do Fluido de Arrefecimento

Faça você mesmo as instalações e manutenções em o seu Corsa.

Moderadores: sousaman, leonardo, Bange, Organizadores do Fórum



José Leal
:: Moderador ::
Mensagens: 5907
Registrado em: Quarta-feira 29th 2012f Agosto 2012 05:50:56 PM
Localização: Goiânia - GO
Modelo do veiculo: CORSA (DEMAIS)
Ano de fabricação: N/I

Testando a condutividade do Fluido de Arrefecimento

Mensagempor José Leal » Quinta-feira 18th 2013f Abril 2013 05:26:47 PM

Tutorial postado no Clube do Vectra. Os créditos vão para o Ricardo Crispim.

Ricardo Crispim escreveu:Como eu sei que o assunto sistema de arrefecimento é uma coisa constante entre nós, resolvi postar aqui uma forma simples e conhecida de como testar se o fluido arrefecedor que utilizamos em nossos vectras está proporcionando condutividade elétrica, esse teste pode ser feito independente ou conjuntamente com o outro post que fiz no link http://www.clubedovectra.com.br/forum/v ... f=49&t=154

A necessidade que os fluidos arrefecedores (água de preferência deionizada, destilada ou desmineralizada + aditivo de boa procedência) não ofereçam condutividade elétrica se deve ao fato de evitarmos a corrosão galvânica em nossos motores e sistema de arrefecimento, também muito conhecida como corrosão do alumínio no caso do sistema de arrefecimento.

A corrosão galvânica é um processo eletroquímico em que um metal sofre corrosão preferencialmente em relação a outro quando os dois metais estão em contato elétrico e imersos em um eletrólito (Qualquer substância que contenha íons livres que façam uma substância tornar-se eletricamente condutiva).

Esta mesma reação galvânica é explorada em baterias primárias (como as vulgarmente chamadas de pilhas) para gerar uma tensão. A corrosão galvânica e seus processos pode ser uma das formas mais comuns e frequentes de corrosão na natureza, bem como uma dos mais destrutivas.

A Corrosão galvânica é um processo eletroquímico que ocorre quando metais ou ligas com potenciais diferentes são acoplados um ao outro e entre eles houver um eletrólito ( meio ambiente ácido).

Quando ocorre a corrosão galvânica em trocadores de calor, é geralmente vista a corrosão das partes alumínio, antes dos tubos de cobre ou outra ligas metálicas mais fortes quimicamente.

No motor de nossos vectras, metais ou ligas com potenciais eletroquímicos diferentes são acoplados um ao outro, como o cabeçote que é feito de liga de alumínio "acoplado" no bloco do motor aço fundido.

Caso se utilize apenas água de torneira que tem cloro, ou outras águas que contenham sais minerais (todas, menos as que espcifiquei lá em cima), vai proporcionar um ambiente ideal para a condutividade elétrica.

Medindo a condutividade em casa:

O material necessário é apenas um multímetro

O ideal mesmo é fazer isso pela manhã, quando ainda não ligou o motor do carro e o mesmo estiver frio...

Retire a tampa do reservatório de expansão .

Ajustar o multímetro para a medição de VDC 20 (até 20 volts de corrente contínua)

Coloque ponta positiva (vermelha) no terminal negativo da bateria, ou no aterramento do motor.

Com a ponta Negativa (preta), mergulhe a ponta no fluido arrefecedor.

O valor indicado pelo voltímetro não deverá ser maior que 0,3 Volts.

Caso a leitura seja 0,32; 0,33 0,35; Volts ou maior, indica que o PH do fluido está ácido ou alcalino. É indesejável porque estará iniciando ou iniciado o processo do efeito galvânico, onde alumínio (principalmente), ferro e cobre estarão sendo corroídos (como as galerias do motor e do cabeçote), seguido de entupimento de galerias, radiador e provocando vazamentos..

Caso a medição que você fizer acusar ser maior que 0,3 volts, o sistema de arrefecimento deverá ser limpo e o fluido arrefecedor trocado, imediatamente...

A coisa é séria.

Quando eu fizer a próxima medição eu posto fotos aqui, ou se alguém o fizer antes, por favor fique a vontade para o fazer.

Espero ter contribuido..

Forte abraço!!!!!!!!!!

Fiz o teste no Classic e a condutividade ficou em 0,07V, bem abaixo do informado no tuto. Não esperava algo diferente, pois o sistema está cheio com o aditivo vindo de fábrica. Meu motor está atualmente com pouco mais de 10400KM rodados.


Imagem
Imagem
Escort SW GLX 1.8 16V 97/98 - BANHEIRONA -



Avatar do usuário
awaked
:: Moderador ::
Mensagens: 10833
Registrado em: Terça-feira 01st 2011f Março 2011 02:26:17 PM
Localização: Curitiba - PR
Modelo do veiculo: CORSA HATCH MAXX 1.4 ECONOFLEX
Ano de fabricação: 2011

Mensagempor awaked » Quinta-feira 18th 2013f Abril 2013 05:59:24 PM

José Leal, nunca soube de algo assim, faz sentido.

Vou testar assim que comprar uma bateria para o meu multímetro. Só pra ver pelo menos.





Avatar do usuário
MachDown
:: GSI ::
Mensagens: 2131
Registrado em: Domingo 08th 2005f Maio 2005 02:11:46 PM
Localização: São Paulo - SP
Modelo do veiculo: CORSA (DEMAIS)
Ano de fabricação: N/I

Mensagempor MachDown » Quinta-feira 18th 2013f Abril 2013 06:28:08 PM

Interessante, se vc tivesse postado semana passada eu podia ter testado o antes e depois, e colocava aqui pra galera, troquei o fluído sábado passado..


Pick-Up Corsa 1.6 MPFI -> Saudade
Montana Sport 1.8 -> Muita Saudade
Corsa Classic VHC -> http://www.corsaclube.com.br/viewtopic.php?t=76534



José Leal
:: Moderador ::
Mensagens: 5907
Registrado em: Quarta-feira 29th 2012f Agosto 2012 05:50:56 PM
Localização: Goiânia - GO
Modelo do veiculo: CORSA (DEMAIS)
Ano de fabricação: N/I

Mensagempor José Leal » Quinta-feira 18th 2013f Abril 2013 07:12:18 PM

awaked, eu tb nunca tinha ouvido falar sobre isso, mas de fato faz sentido. Tanto é que vemos sistemas de arrefecimento tratados apenas com água, completamente sujo e com vazamentos.

MachDown, vamos aguardar outros testes. Será bem interessante.


Imagem
Imagem
Escort SW GLX 1.8 16V 97/98 - BANHEIRONA -



almoxerife
:: Millennium ::
Mensagens: 124
Registrado em: Segunda-feira 21st 2012f Maio 2012 09:34:56 AM
Localização: Curitiba - PR
Modelo do veiculo: CORSA (DEMAIS)
Ano de fabricação: N/I

Mensagempor almoxerife » Segunda-feira 23rd 2013f Setembro 2013 12:07:46 PM

Ola pessoal,

Fiz o teste no meu corsa 96 com o multimetro e deu um resultado de 12,50 =ou- e isso que estou usando 2 litros do fluido de arrefecimento DELPHI organico monoetilenoglicol concentrado da cor rosa.





Avatar do usuário
awaked
:: Moderador ::
Mensagens: 10833
Registrado em: Terça-feira 01st 2011f Março 2011 02:26:17 PM
Localização: Curitiba - PR
Modelo do veiculo: CORSA HATCH MAXX 1.4 ECONOFLEX
Ano de fabricação: 2011

Mensagempor awaked » Segunda-feira 23rd 2013f Setembro 2013 12:18:22 PM

almoxerife, talvez tenha relação com a concentração, já que devia ser pouco mais de 3 litros de aditivo.

Mas é estranho, deu praticamente a voltagem da própria bateria. Mesmo fraco o aditivo devia ter reduzido a condutividade.

Bom não testei e não vi nada que comprove o teste, apenas lemos o relato e vimos certo sentido.

Não testei ainda, kk... meu multimetro está sem bateria na gaveta a meses... kkk.








Voltar para “Tutoriais”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante

Publicidade