[TUTORIAL] - Pickup Corsa: Motor Aspirado, Turbo e do Vectra

Faça você mesmo as instalações e manutenções em o seu Corsa.

Moderadores: andre pirituba, SemControle, Organizadores do Fórum

Avatar do usuário
Wilson
:: Administrador ::
Mensagens: 2282
Registrado em: Segunda-feira 03rd 2003f Novembro 2003 04:50:44 PM
Localização: São Paulo - SP
Modelo do veiculo: CORSA GSI 16V
Ano de fabricação: 1996
Contato:

[TUTORIAL] - Pickup Corsa: Motor Aspirado, Turbo e do Vectra

Mensagempor Wilson » Terça-feira 05th 2011f Abril 2011 10:35:55 PM

Todas as preparações citadas são possíveis. Algumas são simples, a turbo e a aspirada. Já a troca do motor pelo do Vectra GSi será uma verdadeira maratona.
A GM equipa seus modelos atuais de tração dianteira com duas linhas de motores: a Família 1, que vai de 1 a 1,6 litro e impulsiona os Corsa, e a Família 2, que começou com o Monza de 1,6 litro em 1982, teve a versão 1,8 e hoje conta com os motores de 2 e 2,2 litros do Kadett e Vectra (o mesmo utilizado no Omega GLS). O motor de 2 litros do Vectra é portanto da Família 2 e possui maior distância entre os centros dos cilindros que a Família 1. Apesar da semelhança externa, os motores da série 2 têm bloco mais comprido, de que resulta grande dificuldade em acomodá-lo no cofre do Corsa. Pode ser preciso retrabalhar as chapas do cofre. Mas a missão não é impossível e até já existe um precedente -- um Corsa hatchback foi equipado com o motor GM de 2 litros e 8 válvulas.

O motor do Vectra GSi era importado e, segundo a GM, não está mais disponível na rede de concessionárias, o que nos leva a duas alternativas: optar pelo do Vectra CD de 2 litros -- com 136 cv em vez dos 150 cv do GSi -- ou procurar o motor antigo num desmanche. Neste último caso, faça questão absoluta da nota fiscal. Comprar peças em desmanches sem nota, além de fomentar o roubo de carros e componentes, pode ser enquadrado como crime de receptação culposa, previsto no art. 180, parágrafo 1o., do Código Penal.

A preparação de melhor custo-benefício em seu caso é a com turbocompressor, com uma relação de cerca de R$ 16 por cv de potência obtido. No veneno aspirado, embora o custo seja menor (cerca de R$ 500 contra R$ 1.200 do turbo), a relação está por volta de R$ 25 por cv. Para a troca do motor pelo do Vectra e a instalação de turbo, estima-se um custo total da ordem de R$ 15.000, o que leva a uma relação de R$ 100 por cv.

Imagem

As curvas de potência (as mais altas) e de torque estimadas para o Pickup Corsa original (em azul), com preparação aspirada (em rosa), com turbo a 0,8 kg/cm2 (em verde) e com o motor do Vectra GSi e turbo a 0,6 kg/cm2 (em vermelho)
A relação pode ser melhorada com uma maior pressão do turbo (mais cv sem grande alteração de custo), mas então o pickup exigiria extenso trabalho de reforços e adaptações. Isso elevaria em muito o custo da aventura, prejudicando novamente a relação custo-benefício.

De acordo com a preparação escolhida, o Pickup pode ficar potente como um Corsa GSi ou até mesmo encarar superesportivos numa saída de semáforo...
Para a adaptação do turbo, assim como no veneno aspirado, é necessário recalibrar o sistema de injeção do pickup Corsa. O ajuste mais eficiente é o remapeamento, mas pode-se lançar mão de outros meios (veja na consulta do Gol GTi turbo). Para adaptar o motor do Vectra é necessário ainda adquirir todo o sistema eletrônico de injeção e adaptá-lo ao turbo. Simulamos, assim, três preparações.

- Aspirada: troca do comando por um com 20° a mais de duração de abertura e 0,8 mm a mais de levantamento das válvulas, coletor de escapamento dimensionado, remapeamento da injeção e aumento da taxa de compressão em 0,8 ponto. Não reduz muito o torque do Corsa e permite seu uso no dia-a-dia.

Potência máxima
Original 92 cv
Preparação aspirada 110 cv
Turbo a 0,8 kg/cm2 174 cv
Motor do Vectra GSi e turbo 250 cv

Rotação de potência máxima
Original 5600 rpm
Preparação aspirada 6100 rpm
Turbo a 0,8 kg/cm2 5600 rpm
Motor do Vectra GSi e turbo 6000 rpm

Velocidade máxima
Original 169 km/h
Preparação aspirada 179 km/h
Turbo a 0,8 kg/cm2 209 km/h
Motor do Vectra GSi e turbo 236 km/h

Rotação à velocidade máxima
Original 5200 rpm
Preparação aspirada 5530 rpm
Turbo a 0,8 kg/cm2 6440 rpm
Motor do Vectra GSi e turbo 7260 rpm

Aceleração de 0 a 100 km/h
Original 10,8 s
Preparação aspirada 9,0 s
Turbo a 0,8 kg/cm2 6,7 s
Motor do Vectra GSi e turbo 5,0 s

Torque máximo
Original 13,0 mkgf
Preparação aspirada 12,8 mkgf
Turbo a 0,8 kg/cm2 24,6 mkgf
Motor do Vectra GSi e turbo 33,3 mkgf

Rotação de torque máximo
Original 2800 rpm
Preparação aspirada 3100 rpm
Turbo a 0,8 kg/cm2 2800 rpm
Motor do Vectra GSi e turbo 4600 rpm

Alteração recomendada na relação de transmissão
Original -
Preparação aspirada 9,8 % mais curto
Turbo a 0,8 kg/cm2 15,0 % mais longo
Motor do Vectra GSi e turbo 21,1 % mais longo

Aumento recomendado na injeção de combustível
Original -
Preparação aspirada -
Turbo a 0,8 kg/cm2 66,7 %
Motor do Vectra GSi e turbo 50,0 %

Aceleração longitudinal no interior do veículo
Original 0,57 g
Preparação aspirada 0,69 g
Turbo a 0,8 kg/cm2 1,09 g
Motor do Vectra GSi e turbo 1,56 g

A margem de erro é de 5% (para cima ou para baixo), considerando-se instalação bem-feita. Calculamos a aceleração de 0 a 100 km/h e a aceleração longitudinal máxima (sentida no interior do automóvel) a partir da eficiência de transmissão de potência ao solo do carro original. Para atingir os resultados estimados pode ser necessária a recalibragem da suspensão, reforços no monobloco e/ou o emprego de pneus mais largos. A velocidade máxima estimada só será atingida com o ajuste recomendado da relação final de transmissão. Os resultados de velocidade são para velocidade real, sem considerar eventual erro do velocímetro. A rotação à velocidade máxima é calculada considerando a relação atual de transmissão.

Algoritmo de simulação de preparação de motores desenvolvido pelo consultor
Iran Cartaxo, de Brasília, DF.

A preparação aspirada requer um encurtamento do câmbio que pode ser obtido, em parte (5,5%), com a troca do diferencial de relação 4,29:1 do pickup pelo do Corsa Wind, de 4,53:1. A adoção do diferencial do extinto Corsa GSi, com relação 3,74:1 (13% mais longa), é um meio de adequar a transmissão às necessidades do turbo. Quanto à adaptação do motor do Vectra, não há um diferencial apropriado, mas o do Corsa GSi atenuaria o problema do câmbio curto demais.
As preparações mais simples, aspirada e turbo, deixarão o pickup Corsa com desempenho superior ao de muitos esportivos -- a primeira delas já resulta numa potência maior que a do Corsa GSi 16V.

Fonte:BCWS
Editado pela última vez por Wilson em Quinta-feira 27th 2012f Setembro 2012 10:37:03 PM, em um total de 1 vez.


Willian Gonçalves
:: Wind ::
Mensagens: 18
Registrado em: Domingo 26th 2010f Setembro 2010 05:49:26 PM
Localização: São Paulo - SP
Modelo do veiculo: CORSA (DEMAIS)
Ano de fabricação: N/I

Mensagempor Willian Gonçalves » Quinta-feira 12th 2012f Abril 2012 05:28:20 PM

Wilson, Eu estou montando o motor da pick-up 1.6 8v aspiradinho para meu corsa super 1.0. Então se eu deixar o cambo original do meu corsa 1.0 vai ser o mais correto?


Will_Do_Reggae


Voltar para “Tutoriais”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes