Abril de 2002 - Revista Autoesporte - Número 443

Nesta seção, recuperamos a história e a evolução do Chevrolet Corsa através das reportagens veiculadas na mídia especializada. Aqui, você fica sabendo tudo a respeito do carro no ponto de vista de quem entende do assunto. Podem ser encontradas aqui desde reportagens mais antigas até as mais recentes, com todas as informações que foram registradas durante a existência do Corsa. E, cá para nós, foram muitas as atenções prestadas pela mídia ao nosso querido carro.

Moderador: Organizadores do Fórum

Avatar do usuário
Wilson
:: Administrador ::
Mensagens: 2159
Registrado em: Segunda-feira 03rd 2003f Novembro 2003 04:50:44 PM
Localização: São Paulo - SP
Modelo do veiculo: CORSA GSI 16V
Ano de fabricação: 1996
Contato:

Abril de 2002 - Revista Autoesporte - Número 443

Mensagempor Wilson » Terça-feira 03rd 2010f Agosto 2010 05:45:45 PM

Imagem

CHEVROLET CORSA 1.0

Passado a limpo

Reestilizado, maior, mais confortável e robusto, o novo Corsa chega às ruas com muitas novidades, mas o desempenho do motor 1.0 não corresponde

Por Heymar Lopes Nunes
Fotos de Luca Bassani


O Corsa desembarcou nas ruas em 1994, causando alvoroço e atingindo níveis irreais de ágio. A segunda geração do modelo no Brasil – terceira na Europa
– chega agora ao mercado em um momento muito diferente, enfrentando concorrentes que não existiam há oito anos. O fenômeno não vai se repetir, o que
não diminui as qualidades do modelo, agora maior, mais espaçoso, com motores mais potentes e novos equipamentos de segurança e conforto, alguns usados
pela primeira vez em carros dessa categoria.As novidades valem para o Corsa hatch e também para o Sedan. O Chevrolet compacto ficou com visual
imponente e robusto, pouco diferente da versão produzida na Alemanha. Capô com vincos salientes, faróis maiores e pára-choques pintados da cor da
carroceria mudaram muito o modelo em relação ao atual. Na traseira do hatch, as lanternas foram colocadas verticalmente nas colunas e o vidro foi
envolvido por uma moldura preta. A tampa do porta-malas, também com novo recorte, ficou maior, permitindo movimentação mais fácil de objetos grandes.
Maçanetas das portas e frisos laterais completam o pacote de estilo. O novo Corsa ficou quase 10 centímetros maior em comprimento e a distância entre
eixos foi aumentada em 4,8 cm.Isso, naturalmente, refletiu-se no interior, e o incômodo para os passageiros que viajam no banco de trás foi amenizado.
Agora existe um pouco mais de espaço para as pernas, inclusive de um terceiro passageiro. Além de maior, o Corsa apresenta boas soluções de
aproveitamento de espaço. A aparência moderna no painel e nas laterais das portas também chama a atenção. Com acabamento bem cuidado, a qualidade de
vida a bordo e o conforto dos passageiros foram bem valorizados.

A mecânica do Corsa também passou por diversas modificações e recebeu novidades. Passa a oferecer em sua versão básica o motor VHC 1.0 de oito
válvulas mais potente do mercado, com 71 cavalos. E o modelo topo-de-linha traz um 1.8 de 102 cavalos. Opcionalmente, o Corsa com motor 1.0 pode ser
equipado com câmbio dotado de embreagem automática, em que o motorista precisa fazer a troca de marchas, mas não tem de acionar um terceiro pedal.
Esse sistema é o mesmo que já foi usado pelo Palio Citymatic e equipa atualmente uma das versões do Mercedes-Benz Classe A.Embora seja fornecido pelo
mesmo fabricante para o Corsa, o Autoclutch, como está sendo chamado, tem duas diferenças básicas: um mostrador digital indica a marcha engatada no
quadro de instrumentos. Se ela não for a ideal para determinada condição de uso, o motorista será avisado por um alarme sonoro. Esse equipamento
opcional tem preço de R$ 1.490.

A maior potência do motor foi obtida basicamente com a elevação da taxa de compressão. O resultado decepcionou: na pista de testes, o desempenho do
Corsa ficou aquém do esperado, abaixo até mesmo da antiga versão. Ele chegou aos 148,3 km/h de velocidade máxima e precisou de 21,9 segundos para
acelerar de 0 a 100 km/h. As médias obtidas em consumo de combustível foram de 10,8 km/l na cidade e 13,2 km/h em estrada, isso rodando a 100 km/h. O
baixo desempenho do novo modelo poderia ser explicado pelos quase 150 quilos a mais, na versão totalmente equipada e comparado com o hatch antigo.
Outra razão seria o câmbio com relações longas que, em compensação, diminui o ruído interno e o consumo de combustível. Ainda assim, rodar com esse
novo Corsa ficou mais agradável e confortável quando comparado com a versão anterior. Com a suspensão recalibrada, as irregularidades do piso são mais
bem absorvidas e a segurança nas curvas foi aperfeiçoada. Mas quando se roda em velocidades acima de 100 km/h, percebe-se que a direção hidráulica
fica muito leve. Ao menor toque, o carro muda de trajetória. Poderia ser um pouco mais dura. Na Europa, o sistema de direção adotado é elétrico.Em sua
versão básica, o novo Chevrolet Corsa hatch tem preço estabelecido em R$ 19.995, enquanto o modelo com motor 1.8 custa a partir de R$ 24.990. As
versões antigas do Corsa, hatch de cinco portas, sedã e pickup continuam sendo vendidas normalmente. Apenas a perua e a carroceria de três portas
deixaram de ser produzidas


Principais concorrentes:

FIAT PALIO EX 1.0 FIRE
Reestilizado recentemente, o Palio conquistou o consumidor. Apesar da menor potência, tem desempenho razoável e baixo consumo. O cinco-portas tem
preço básico de R$ 18.634.

VW GOL POWER 1.0
Deverá sofrer algumas alterações estéticas ainda este ano, mas seu mercado é garantido. Na versão equivalente ao Corsa, tem preço a partir de R$
19.000.

RENAULT CLIO 1.0 RN
Com motor 8V de 59 cavalos, o desempenho é superior ao do Corsa. Tem bom nível de acabamento e equipamentos. É vendido nas concessionárias por R$
20.400.


*Dado do fabricante
Medições feitas por Autoesporte
Auditado pela AEA – Associação Brasileira de Engenharia Automotiva




CHEVROLET CORSA SEDAN

Astra Júnior

O Corsa com porta-malas destacado cresceu, ganhou agilidade com o novo motor e deve se distanciar ainda mais da concorrência

Por Heymar Lopes Nunes
Fotos de Luca Bassani


Novo Corsa Sedan, mas pode chamar de Astra Júnior. Ou poderia, caso a GM tivesse aprovado a mudança de nome para o líder de vendas no segmento dos
três-volumes compactos. A exemplo da versão hatch, o modelo também passou por modificações profundas. A alteração de nome não foi aprovada, mas é fato
que o carro ocupa agora uma categoria acima da que disputava com a versão antiga. Com a modernização, o aumento de tamanho e a motorização mais
potente, a GM preparou o novo Corsa para conservar a liderança e manter os concorrentes a distância. Quase todo diferente da versão atual, o modelo,
produzido só no Brasil, ganhou aparência mais robusta com os vincos salientes no capô e nas laterais. Faróis maiores, pára-choques e grade do radiador
redesenhados lembram muito o Astra. Na traseira, a tampa do porta-malas é nova, com recorte diferenciado e pequena aba na parte de cima, imitando um
aerofólio, e terceira luz de freio integrada. As lanternas foram aumentadas e receberam lentes de plástico policarbonato, que deram um toque de
sobriedade ao carro.

A mecânica do Corsa também é novidade. No modelo básico, ele estréia o motor 1.0 de oito válvulas de maior potência atualmente. Denominado VHC (Very
High Compression), esse motor utiliza uma nova tecnologia de fabricação em que a taxa de compressão pôde ser elevada para 12:6;1, alta quando
comparada à média de 10:1 da maioria dos motores a gasolina do mercado. Com isso, o VHC tem 11 cavalos de potência a mais em relação ao antigo 1.0,
que produzia 60 cavalos. Já na versão de luxo, a novidade é o motor 1.8 que gera 102 cavalos e passa a substituir o 1.6 de 16 válvulas, também de 102
cv, que deixou de ser fabricado.Nas medições de Autoesporte, o Corsa 1.8 alcançou 168,4 km/h de velocidade máxima e precisou de 12,2 segundos para
atingir 100 km/h na prova de aceleração. Apesar de os números estarem abaixo dos indicados pela GM, eles mostram claramente que a agilidade pretendida
com a utilização do motor de maior cilindrada foi conseguida. Prova disso é que na retomada de velocidade de 80 a 120 hm/h, feita em quinta marcha, o
Corsa levou exatos 16 segundos, ou seja, 1,8 segundo a menos que o Corsa 1.6 16V. Para a motorização 1.0 está disponível também o sistema de embreagem
automática Autoclutch, em que o motorista faz as trocas de marcha manualmente, mas não precisa pisar no pedal de embreagem, que aliás nem existe.

Maior no comprimento e na distância entre eixos, o novo sedan oferece um pouco mais de conforto que o modelo antigo. Os maiores beneficiados são os
passageiros do banco traseiro, que agora se acomodam melhor e com espaço de folga para as pernas. O porta-malas também foi privilegiado e teve sua
capacidade aumentada em 55 litros.As respostas rápidas e o baixo nível de vibrações do motor transmitem segurança e conforto. Mas, a partir dos 100
km/h, o carro apresenta instabilidade direcional, teimando em mudar de faixa constantemente. O problema é agravado pela leveza da direção hidráulica
não regressiva e o motorista deve ter atenção ao dirigir em velocidades mais altas. O problema deveria ser urgentemente revisto pela GM. O preço
básico da versão 1.0 é de R$ 20.995. Já na versão luxuosa com motor 1.8, o Corsa tem valores sugeridos de tabela a partir de R$ 25.990, mas pode
chegar perto de R$ 40 mil quando equipado com todos os opcionais disponíveis.


Principais concorrentes

RENAULT CLIO SEDAN
Embora use motor 1.6, tem a mesma potência que o Corsa 1.8. Oferece bom desempenho e baixo consumo. Modelo básico custa R$ 27.210.

FORD FIESTA SEDAN
Importado do México, foi o último a ingressar no segmento. Tem motor 1.6 de 95 cavalos e preço básico de R$ 23.810.

FIAT SIENA 1.6 16V
É o mais potente da categoria, com 106 cv. Reestilizado no ano passado, ficou bonito e atraente. Versão básica custa a partir de R$ 27.095.


*Dado do fabricante
Medições feitas por Autoesporte
Auditado pela AEA – Associação Brasileira de Engenharia Automotiva

Imagem
Corsa Hatch

Imagem
A capacidade do porta-malas foi reduzida de 246 para 236 litros

Imagem
Os passageiros do banco de trás ganharam espaço.

Imagem
1 Volante espumado e revestido de couro permite boa empunhadura. 2 Quadro de instrumentos totalmente novo oferece melhor visualização das informações. 3 Mostrador digital traz hora, temperatura e estação de rádio sintonizada. 4 Rádio com toca-discos opcional tem tamanho grande e ocupa boa parte do console central. 5 Ar-condicionado é equipamento opcional em todas as versões de acabamento.

Imagem
Dimensões

Imagem
Corsa Sedan

Imagem
O porta-óculos organiza a vida a bordo: tudo para defender a liderança do segmento

Imagem
O porta-malas, que já era bom, aumentou de tamanho e reforça as pretensões a veículo familiar do novo Corsa

Imagem
O desenho da traseira chama a atenção, com destaque para a imitação de aerofólio e a terceira luz de freio integrada

Imagem
1 Quadro de instrumentos com fundo claro sugere esportividade. 2 Volante espumado e revestido de couro permite boa empunhadura. 3 Painel traz informações de hora, temperatura externa e estação de rádio sintonizada. 4 Rádio com toca-discos agora ocupa boa parte do console. 5 Comandos do ar-condicionado são simples, porém funcionais.

Imagem
Dimensões

Publicidade

Voltar para “Reportagens”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante

Publicidade